FANDOM


A Força-Tarefa (捜査本部, Sousa Honbu) ou Força-Tarefa Japonesa, foi um grupo de investigação que liderou o caso Kira. Comandado primeiramente por Soichiro Yagami e L, foi assumido eventualmente por Light até o fim do caso.

EnredoEditar

É o principal grupo de investigação do caso Kira, eles são liderados pelo maior detetive do mundo, L, que preferiu ser chamado pelos investigadores por "Ryuzaki". Ele foi fundado após a reunião da Interpol com os países do mundo e após L provar que Kira está no Japão.

Junto a L, o Oficial Soichiro Yagami também comandou o grupo, levando consigo poucos membros da polícia japonesa que se mantiveram no caso. Eventualmente, Light Yagami, filho de Soichiro, se juntou ao grupo.

Com a morte de L e Watari, Light assumiu a liderança do grupo. Sendo na verdade o próprio Kira me segredo, Light os fez de bobos por anos, apenas aumentando o índice de mortes de Kira. Eventualmente, Soichiro também apareceu e um novo grupo de investigação contra Kira foi formando, liderados por Near. Light se tornou um enorme suspeito de Near, e foi investigado em segredo por um membro da própria Força-Tarefa, Shuichi Aizawa.

Após desmascarar Light, Kira foi eventualmente morto pelo seu Shinigami Ryuk, pondo um fim a Força-Tarefa Japonesa.

Em outras mídiasEditar

Filmes japonesesEditar

A Força-Tarefa Japonesa foi criada por L com o mesmo propósito na obra-original. Se manteve com uma formação semelhante, tendo uma nova integrante feminina Sanami. Diferentemente do anime/mangá, L e Watari não morrem contra Kira (apesar de terem sido obrigados a escrever seu nome no Death Note), e tiveram um mês a mais de vida após o caos Kira.

Depois que o caso de Kira for resolvido, a Força-Tarefa permaneceu ativa e continuou a procurar por assassinatos relacionados a Death Note.

Dez anos após o caso Kira, Matsuda foi o único membro remanescente da equipe original. Novos membros foram Tsukuru Mishima, Sho Nanase, Shin Kuromoto, Uei Uragami e o Capitão Junrou Sugawara. Todos os membros da Força-Tarefa continuaram usando apelidos, exceto Matsuda e Sugawara. Para entrar nesta nova equipe, era necessário passar em um teste de polígrafo.

Quando o novo Kira se revelou diretamente a Força-Tarefa, eles conseguiram ajuda do novo L, Ryuzaki. Seu principal objetivo foi tentar encontrar o seis dos vários Death Notes que caíram na Terra (já que apenas seis poderiam funcionar).

DramaEditar

No Drama de TV, Halle Lidner, que na verdade era Shoko Himura, foi adicionada na Força-Tarefa, tomando lugar de Ide e Ukita.

Eles seguiram o caso Kira quase da mesma forma que nas obras-originais. Eventualmente, L foi morto por Teru Mikami, e Light começou a manipular os membros lá dentro. Todos, no entanto, já suspeitavam da real identidade de Light, incluindo seu pai Soichiro, que em uma tentativa de conseguir uma confissão, foi morto. Com Near na liderança, eles foram capazes de provar a culpa de Light e tentaram prendê-lo, porém ele acabou morto queimado após Mikami tentar criar uma confusão.

Filme americanoEditar

No filme de 2017, a Força-Tarefa não chegou a existir exatamente. L se aliou a polícia de Seattle e ao chefe James Turner para investigar Kira. Eventualmente, L enlouqueceu e perdeu a credibilidade no caso, o abandonando. James descobriu que seu filho, Light Turner, era o Kira, após uma confusão em um parque de diversões que acabou com Mia Sutton, a namorada de Light, morta.

O MusicalEditar

A Força-Tarefa foi formada antes do envolvimento de L, com os poucos membros que se dedicaram no caso. Com a ajuda de L, eles tentaram levar Kira a justiça. Light não se juntou a Força-Tarefa no musical, além de que a Força não estava presente quando ele se revelou como Kira.

MembrosEditar

Após L provar que Kira estava em Kanto, no Japão, ele não inciou a Força-Tarefa, ele primeiramente começou a trabalhar cobrindo sua identidade com a Polícia Japonesa e depois que o número de policiais no caso reduziu (por medo ou falta de confiança no L), ele assim fundou a Força-Tarefa.

Lista dos membros que participaram da Força-Tarefa Japonesa:

Nome Informação
Ryuzaki L, que ganhou o apelido de Ryuzaki na investigação, foi o primeiro líder do grupo e escolheu apenas os membros da polícia de Tóquio pois provou que Kira está naquela região, então de lá ele começou a investigar com eles.
Light Primeiramente, suspeito de Ryuzaki, mas após provar seu valor como detetive e interesse no caso, ele começou a trabalhar com a Força-Tarefa, mas na verdade, Light realmente era Kira e com sua infiltração, ele conseguiu fazer o Deus da Morte Rem matar L para que assim, Light o substituísse e controla-se a polícia do Japão.
Soichiro O pai de Light, Soichiro foi escolhido por L por ser um policial dedicado e um dos poucos que não abandonou o caso, mesmo tendo família e com L se escondendo através de um monitor. Após a primeira aparição pessoal de L, Soichiro foi ganhando mais respeito por ele e achando que poderiam continuar o caso. Após a morte de L, Light assumiu e Soichiro foi morto na tentativa de recuperar o caderno da Máfia de Mello.
Aizawa Aizawa foi um dos membros mais dedicados da Força-Tarefa, mas após perder a confiança em Ryuzaki, que estava escondendo muita informação deles, Aizawa abandonou a equipe e voltou a polícia. Durante a captura de Kyosuke Higuchi, Aizawa faz a polícia ajudar a Força-Tarefa e volta a trabalhar com ele. Após da morte de Ryuzaki, ele conhece Near e também volta a suspeitar de Light, sendo uma peça importante em sua captura.
Mogi Entrou junto a Soichiro e foi, de acordo com Ryuzaki, sempre prestativo. Ele é mais explorado no Drama de TV, sendo um antigo amigo de Soichiro e vendo Light crescer desde pequeno, também sendo tanto no anime/mangá, quanto no Drama uma peça fundamental na captura de Light.
Matsuda Foi um dos membros mais antigos da Força-Tarefa, ele entrou com Soichiro o considerando quase que um "mentor", admirando muito ele e o seguindo em tudo. Após ele entrar na Força-Tarefa, serviu como empresário de Misa Amane e foi a principal peça na captura de Higushi. Após a morte de L e Soichiro, Matsuda continuou na Força-Tarefa e na captura de Light, ele o baleou e o impediu de matar Near.

No Drama, ele foi a principal fonte de informação de Light sobre a investigação, já que eles eram muito amigos e confiava tudo nele.

Ukita Um dos policiais que entrou junto a Soichiro, mas que foi morto pelo segundo Kira após tentar impedir a mensagem de Kira na TV Sakura.
Ide Entrou após a morte de L, nunca gostou de Ryuzaki ou de Light, ele apenas estava lá por causa de Aizawa e serviu como ligação entre a polícia Japonesa e a Força-Tarefa.
Watari O empregado de Ryuzaki e um dos principais membros do grupo, mesmo por sua idade, Watari faz diversas coisas de diversos assuntos, cuidando de informações, base, armamento, condição financeira dos membros da Força-Tarefa e outras coisas.
Aiber Um estelionatário contratado por Ryuzaki na falta de membros, ele é quase que o ator do grupo e foi morto por Light após a morte de Ryuzaki.
Weddy Uma ladra que também foi contratada por Ryuzaki pela falta de membros para entrar e investigar o grupo Yotsuba.
Sanami Aparece apenas nos filmes, ela é a integrante feminina do grupo e usa formas de investigações mais "cruéis", sendo útil para interrogatórios.
Ryuzaki (filme) Aparece apenas nos filmes e é o substituto de L após ele resolver o caso Kira que custou sua vida.
Tsukuru e Nanase Os dois novos membros da Força-Tarefa nos filmes que trabalhavam junto a Ryuzaki (filmes) e Sanami, tendo apenas Matsuda como membro original restante.
Shoko Himura A versão da Força-Tarefa de Halle Lidner que aparece apenas no Drama. Ela foi contratada por L para fingir ser uma espiã, mas na verdade ajudar Near.

GaleriaEditar